10 Locais Fascinantes abandonados no Mundo

O Mundo está repleto de locais fascinantes – e abandonados – com histórias incríveis e, por vezes, de arrepiar. Desde locais cobertos pela mãe natureza até locais que presenciaram massacres, deixamos-lhe uma lista de alguns dos locais mais fascinantes para que eventualmente um dia possa visitá-los ao vivo e a cores, ou apenas desfrutar de algumas fotografias e histórias.

Oradour-sur-Glane, França (Fotografia de JusBrown)

Vila fantasma da Segunda Guerra Mundial e o local onde aconteceu um dos piores massacres civis da guerra. Oradour-sur-Glane manteve as suas ruínas intactas após o ataque de 10 de junho de 1944, sendo possível encontrar carros queimados, panelas e outros objetos pessoais pelas ruas.

De forma resumida, no dia 6 de junho do mesmo ano, as tropas dos Aliados chegaram às praias de Normandia, França – Dia D. No dia 10, as tropas alemãs receberam a ordem de se juntarem aos combatentes em Normandia para deter o avanço dos aliados, mas um deles recebeu a informação de que um dos soldados era refém. Após a informação, cercaram a cidade, convocaram a população, separaram os homens das mulheres e crianças e iniciou-se o massacre.

Cosmódromo Soviético, Cazaquistão (Fotografia de Ralph Mirebs)

Este complexo espacial, com um ambiente quase pós-apocalíptico, fica no Cazaquistão e chama-se Baikonur. Foi visitado pelo fotógrafo Ralph Mirebs, que registou fotos incríveis do local. Alguns edifícios que formam este grande complexo ainda estão em funcionamento, mas outros, como este estão abandonados e esquecidos.

O programa Burán nasceu em 1974, durante a Guerra Fria, em resposta à alta tecnologia que os EUA estavam a desenvolver. O projeto contemplava mais que uma nave espacial, mas a única que chegou ao espaço foi a OK-1K1. Em 1988 completou, com sucesso, o seu teste de voo não tripulado que durou 3h36m. O primeiro e último voo, na verdade, já que o projeto foi completamente cancelado em 1993, depois da dissolução da URSS.

34 MiGs, Hungria (Fotografia de Mike Foo)

Numa base militar na Hungria, existem 34 MiGs abandonados, construídos pela empresa Mikoyan-Gurevich Design Bureau no início dos anos 60, estes caças soviéticos fizeram parte da força aérea húngara. Desde 2000 estão parados num terreno ao relento. É impossível colocar os aviões no ar novamente, porque os tanques e motores estão cheios de betão. Ali estão, e ali iram ficar até que tenham um novo destino, talvez museus ou sucata.

Hachijo Royal Hotel, Japão (Fotografia de dianahase1)

O maior hotel do japão está abandonado desde 2006, chama-se Hachijo Royal Hotel e fica a 300 quilómetros de Tóquio, numa ilha remota. Encerrou por falta de rentabilidade económica, e embora a maioria das coisas tenham sido retiradas, ainda resta no interior televisões, móveis e até pianos. Mas o que realmente é impressionante é a estrutura e dimensão do edificio.

Neverland, rancho de Michael Jackson, Califórnia (Fotografia de Anonymous)

Uma das várias propriedades de Michael Jackson foi o rancho Neverland. O local, que fica na Califórnia, foi um casa, parque infantil e zoológico, em que o cantor levava amigos e familiares para passeios. A equipa que trabalhou no parque está desiludida com os filhos do cantor que contaram aos jornais que o local está completamente abandonado pela família, e que não existem sinais que um dia irá voltar a reabrir. Um grupo de fotógrafos entrou em 2014, e tiram algumas fotografias impressionantes do local.

Igreja de São Jorge, República Checa (Fotografia de Stefand Barattini)

Numa pequena comunidade de Luková, existe uma igreja abandonada, que um artista chamado Jakub Hadrava aproveitou para criar uma em 2012 uma exposição artística e tese universitária de artes. Ele colocou muitas criaturas em gesso, genero de fantasmas, por toda a igreja, e ainda hoje a exposição está lá e atrai bastantes turistas.

The Orpheum Theatre, New Bedford, Massachusetts (Fotografia de afterthefinalcurtain.net)

O Teatro Orpheum foi um excelente exemplo da arquitetura Beaux-Arts, graças ao seu telhado plano e design simétrico. O seu interior era igualmente impressionante. O teatro abriu pela primeira vez no dia 15 de abril de 1912, no mesmo dia em que o Titanic afundou. Nos últimos anos, foram desenvolvidos planos para uma reabertura do local como um teatro comunitário, mas isso ainda não aconteceu.

Pripyat, Ucrânia (Fotografia de Jorge Franganillo)

Todos os 45 mil moradores da cidade foram evacuados alguns dias após o desastre de Chernobyl, em abril de 1986. Tem um parque de diversões que foi aberto apenas por algumas horas e uma grande estação de comboio nos arredores da cidade. Actualmente é um local muito visitado por turistas, derivado a série de televisão “Chernobyl”, produzido pela Netflix.

Sede do Partido Comunista da Bulgária, Bulgária (Fotografia de Bas van der Poel)

É numa elevação de 1441 metros de altitude que se situa esta “espécie” de objeto voador não identificado (UFO, na sigla inglesa) que tem chamado a atenção dos viajantes mais exploradores que rumam até a Bulgária. O monte Buzludzha, no centro do país, guarda o monumento com o mesmo nome. É um símbolo do comunismo na Bulgária. Foi inaugurado em 1981 em homenagem ao grupo de socialistas, liderados por  Dimitar Blagoev, que, em 1891, fundou, naquele lugar, o Partido Socialista Búlgaro, o antecessor do Partido Comunista.

Château Miranda, Bélgica Fotografia de Anonymous

Infelizmente já demolido, mas como forma de homenagem fica nesta lista. O Château Miranda, também conhecido por Château de Noisy, foi construído em 1866 pelo arquiteto inglês Edward Milner, a pedido da família Liedekerke-De Beaufort. Infelizmente, nunca chegou a ver a obra concluída — morreu antes do projeto terminar.

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *