Armazém dos Minis

O dono deste local comercializava veículos clássicos, chegou a ter muitos, não apenas os que aparecem nas fotos. Era conhecido por praticar preços excessivos e por não ter grande vontade de negociar. Criticado por alguns por deixar os carros ao relento, elogiado por outros por ter salvo muitos deles da siderurgia nacional.

Em tempos, para além deste armazém cheio, chegou a ter centenas de carros ao relento até que uma entidade ambiental lhe caiu em cima, por considerar aquilo lixo/sucata. Nessa altura, o dono desfez-se da grande maioria dos carros e guardou apenas estes em armazém.

Com a idade, o interesse pela venda dos carros foi-se perdendo. Vê-se muito em Portugal, pessoas que têm sonhos de restaurar grandes coleções de carros e depois acabam todos podres, sem hipóteses de restauro. Não vendem porque não têm inteligência emocional suficiente para compreender que não é possível em termos de tempo e recursos, embora este caso em particular seja um pouco diferente pois não se tratava de um colecionador.

Estes minis antigos são verdadeiros tesouros. O meu pai chegou a ter um, quando era mais novo. Acabou por vendê-lo, uns anos mais tarde. Passado este tempo todo, quis saber se o seu mini ainda circulava, mas infelizmente não sabe a matricula e não existem registos, pois afinal de contas já passaram mais de 30 anos. Quem sabe se não é um destes. Quem sabe?

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

6 thoughts on “Armazém dos Minis”

  1. Boa tarde André, excelente trabalho.
    Eu visito lugares abandonados á algum tempo, embora não tenha muitas fotos deles pois não tinha grande amor pela fotografia mas sim fascínio pelos sítios em si.
    Nunca fui com interesse de vandalizar ou pilhar os mesmos mas sim pela curiosidade da sua história e passado.
    Já levei uns sustos 🤣 mas ainda assim é uma actividade que ainda faço não com tanta regularidade e agora tento passar o bixinho á minha mais nova.
    Mudei de cidade á pouco tempo e aqui é uma verdadeira mina de abandonados!! Infelizmente o interior do nosso país está praticamente desabitado.. Escrevo lhe na esperança de podermos trocar conhecimentos á cerca de sítios (suficientemente seguros para levar uma criança) no meu caso não pela fotografia, mas sim pela história dos locais a sua arquitetura e jardins. Quem sabe, não tenho alguns que não conheça e até tenha interesse. Obrigado

    1. Olá Tiago. Obrigado pelo comentário, mas infelizmente não revelo/faço “troca” de locais. O Tiago até pode ser uma pessoa bem intencionada, mas assim como existem pessoas bem intencionadas, também existem muitas com más intenções e torna-se difícil perceber quem é quem principalmente pela internet e por isso decidi nunca partilhar estas localizações, espero que compreenda. Cumprimentos.

  2. boa tarde descobri o seu blog a pouco tempo mas sou fã porque também me interesso por locais abandonados, embora achasse esse meu gosto estranho, pelos vistos não sou o único. gosto especialmente destes com veículos, pelo meu gosto por carros, embora o mini não seja o meu favorito, prefiro o da minha infância um peugeot 404 berline preto com bancos em napa vermelha parece que ainda lhe sinto o cheiro enfim boas memórias. infelizmente já é outra coisa metálica qualquer, mas ainda sei a matricula de cor. bom , noutro dos seus abandonados creio ser um desses carros que lá está. um dia gostaria de fazer o mesmo, começar pela minha região e depois ir mais além. como devo começar? grande abraço, continue o bom trabalho ah e peço desculpa pelo longo texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.