Armazém dos Minis

O dono deste local comercializava veículos clássicos, chegou a ter muitos, não apenas os que aparecem nas fotos. Era conhecido por praticar preços excessivos e por não ter grande vontade de negociar. Criticado por alguns por deixar os carros ao relento, elogiado por outros por ter salvo muitos deles da siderurgia nacional.

Em tempos para além deste armazém cheio, chegou a ter centenas de carros ao relento até que uma entidade ambiental caiu-lhe em cima por considerar aquilo lixo/sucata, nessa altura o dono desfez-se da grande maioria dos carros e guardou apenas estes em armazém.

Com a idade o interesse pela venda dos carros foi-se perdendo. Vê-se muito em Portugal pessoas que têm sonhos de restaurar grandes coleções de carros e depois acabam todos podres sem hipóteses de restauro. Não vendem porque não têm inteligência emocional suficiente para compreender que não é possível em termos de tempo e recursos, embora este caso em particular seja um pouco diferente pois não se tratava de um colecionador.

Estes minis antigos são verdadeiros tesouros, o meu pai chegou a ter um quando era mais novo, acabou por vendê-lo uns anos mais tarde. Passado este tempo todo, quis saber se o seu mini ainda circulava, mas infelizmente não sabe a matricula e não existem registos, afinal de contas já passaram mais de 30 anos. Quem sabe se não é um destes… quem sabe.

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *