Casa das Quatro Estações

Numa altura em que Portugal inteiro está em confinamento (ou deveria estar), as explorações de locais abandonados ficaram em pausa, pelo menos para mim. Gosto de visitar e fotografar estes lugares, mas é altura de parar e jogar pelo seguro, existem coisas mais importantes do que fotografias.

Felizmente, tenho muitas explorações para editar e publicar, mas sinceramente tem-me faltado um pouco a motivação para o fazer e também tenho dedicado mais tempo a outros hobbies, o que justifica não ter publicado tanto no blog nos últimos tempos. Mas vamos ao que interessa, vamos conhecer a casa das quatro estações?

Por fora, uma casa simples, antiga… por dentro é percetível o estado avançado de degradação, muitas salas vazias, mas surpresa das surpresas, tem um salão com um teto simplesmente magnifico.

Tentei pesquisar um pouco a história da casa e descobri que os primeiros donos estiveram muitos anos emigrados no Brasil e quando regressaram construíram a casa.

O salão com o teto em estoque, tem uma decoração sobre as quatro estações do ano. Ao centro existem duas personagens, mas infelizmente não consegui saber ao certo quem eram, mas presumo que a composição esteja relacionada com a época dos descobrimentos. Ainda tentei publicar fotos deste teto em alguns grupos ligados à história de Portugal, mas infelizmente ninguém me soube esclarecer do que se trata, tenho esperança que no futuro ainda venha a descobrir.

Este salão devia ser usado sobretudo para leitura, dança e convívio no geral. Ao centro da sala, está um sofá redondo, no móvel alguns livros espalhados, imagino que esta divisão em particular tenha proporcionado bons momentos de lazer à família que aqui morou em tempos.

O resto da casa, infelizmente não tem tanto interesse. Como disse anteriormente, tem muitas divisões vazias e são divisões bastante mais simples. Mais explorações a caminho, até lá, protejam-se, fiquem em casa e energia positiva.

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *