Hospital do Sem-abrigo

Existem vários hospitais que ficaram abandonados em Portugal na última década, mas o hospital que vos trago hoje e que não identifico pelo nome para proteger o local, é especial. Não só pelas dimensões que tem, mas sobretudo pelo material que ainda se encontra no seu interior.

É incrível como um lugar destes acaba abandonado com tanto material, mesmo que seja material que já tem bastante uso e esteja desatualizado, será que nenhum outro hospital ou instituição, seja nacional ou não, o poderia aproveitar? Fica a pergunta.

Foi devido a este material no interior e as fotografias que podiam proporcionar, que numa manhã de sábado me desloquei com uns amigos, até a este lugar abandonado. Já tinha falado com um conhecido que visitou o local e me indicou que existiam várias formas de entrar. Curiosamente acho que encontrámos a forma mais fácil logo à primeira, através de uma janela partida.

Começámos a explorar o local. Como muitas das janelas e portas estão emparedadas, certas partes são bastante escuras, daí termos levado várias lanternas. Explorar bem este local demora muitas horas, principalmente se andarmos a tirar fotografias. A certa altura encontrámos um sem-abrigo a dormir numa das salas, pedimos desculpa e retirámo-nos dessa divisão. Acho que um dos meus amigos que ia à frente, ainda apanhou um susto, mas é bom saber que pelo menos alguém está a utilizar o local.

Saímos pelo mesmo sitio que entrámos. Faltou explorar um pouco mais o exterior do hospital, sendo que existiam algumas divisões externas ao edifício principal. No entanto, já daria um pouco mais nas vistas e como já era hora de almoço e a fome começou a apertar, resolvemos ir embora, satisfeitos com tudo o que já tínhamos visto.

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

2 thoughts on “Hospital do Sem-abrigo”

    1. Olá Luis 🙂

      Actualmente o lugar já foi todo vandalizado, e tiraram bastante do material que existia no interior, por isso não tenho intenções de voltar. Obrigado pelo comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.