Casa da Pintora

Esta casa foi a primeira descoberta de 2019, encontrei-a através do google maps e numa tarde fria, fui investigar. Cheguei à casa e facilmente percebi que de facto estava abandonada há muito tempo, avaliando pela quantidade de mato que existia no exterior. Já no interior, com base nas cartas, documentos e validade dos produtos que encontrei, diria que a casa está abandonada há pelo menos 15 ou 20 anos.

Já eram 16:30h da tarde quando entrei na casa, foi a última casa que visitei nesse dia e com pouco mais de uma hora de luz até ficar noite, tive de aproveitar ao máximo esse tempo. Enquanto eu fotografava a minha namorada gravava vídeo do local para o o novo canal do YouTube.

Atribui-lhe o nome “Casa da Pintora” porque a Sra. Maria, que residia na casa, gostava bastante de pintar. Encontrei algumas pinturas, pincéis e outros materiais que ela usava para criar a sua arte. O marido da Sra. Maria, era médico cirurgião e embora fosse uma pessoa muito ocupada, sempre que podia estava em casa com a sua esposa e filhas.

A Sra. Maria tinha diários, encontrei mais de 20 diários dentro de um baú, com as histórias do dia-a-dia dela e da sua família. Obviamente que apenas pude ler algumas coisas, não tive tempo para mais, mas dava para perceber que a Sra. Maria era uma mulher interessante, que gostava de pintar, tocar piano e escrever.

Sendo a casa de um médico cirurgião, uma pessoa bastante importante, é normal ser bastante grande, com 3 pisos, muitos quartos e um sótão enorme, mas apesar disso era uma casa relativamente modesta, mas muito interessante. Começou assim, com esta descoberta mais um ano de abandonados, que espero que seja melhor que o anterior, mas se for igual já fico satisfeito.

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

2 thoughts on “Casa da Pintora”

  1. Boa tarde

    Adoro coisas abandonadas, ou simplesmente antigas, que me transportam para outros tempos.
    Gostaria de lhe perguntar como é possível entrar numa casa, fábrica, etc. abandonada, certamente será necessária uma autorização, certo?
    Outra coisa que estranhei foi, quem é que abandona uma casa com tudo lá dentro, mesa posta, fotos, etc., como se tivesse saído para fazer uma compra e não mais regressasse, nem sequer a família, em caso de morte súbita? Pode dizer-me qual a história do abandono?
    Obrigada e cumprimentos

    Teresa Cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *