Casa do Compositor

Estamos numa altura em que apenas se fala do Covid-19, em que devemos estar todos em casa (ou quase todos) e por isso as explorações a locais abandonados ficaram em pausa e provavelmente vão continuar assim nos próximos meses.

Felizmente, tenho muito material guardado para editar, incluindo alguns álbuns de fotografias já com alguns anos. Visitei esta casa há mais de um ano, foi o último local visitado depois de um dia exaustivo a fotografar abandonados e já com pouca luz, não tive tempo para explorar bem o local e fotografar, infelizmente. Tirei fotos aos espaços gerais, mas não consegui tirar a todos e muito menos fotografar detalhes. Mas por vezes é assim, não existe tempo para tudo e temos de aceitar isso.

Tirei algumas fotos com o telemóvel de cartas e documentos que encontrei, e ao pesquisar esses dados, vim a saber que a casa pertenceu a um compositor e violinista, que se distinguiu também como professor e autor de várias peças para piano. Esta pequena casa foi utilizada como casa de férias, isolada e sem vizinhos à vista, ideal para qualquer artista conseguir inspiração. Após o seu falecimento, a casa foi deixada aos filhos. Foi utilizada por eles durante vários anos, o que explica existirem muitos brinquedos e jogos relativamente recentes e também muito livros. Penso que a casa caiu no esquecimento em 2008 (data dos últimos documentos que encontrei), mas infelizmente não sei qual foi o motivo exato do abandono.

O mais interessante na casa, foi sem dúvida os instrumentos que encontrei, um violino e uma guitarra elétrica, mas tanto um como outro pareciam relativamente recentes, pelo menos em comparação ao lindíssimo e antigo piano que estava num dos corredores da casa, um instrumento que muito provavelmente pertenceu ao dono original do imóvel, o conhecido compositor. Aparentemente, tal como o resto da sua família, todos eles tinham uma grande paixão por música.

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

14 thoughts on “Casa do Compositor”

  1. Incrivel. Nao sei se montaste o cenario mas pequenos detalhes como o copo de vinho, os livros, a cama com a almofada sao pequenos detalhes que dao a sensação que a casa está habitada ou que sairam à pressa.

    1. Por vezes quando os locais estão demasiado desarrumados faço cenário, mas neste caso fotografei tal como encontrei. Só coloquei o violino numa posição mais favorável para tirar a foto 🙂

  2. Olá André. Óptimas fotos como sempre. Podias meter também algumas fotos de fora. Nada que revelasse a localização mas acho sempre interessante como a natureza começa a conquistar o quintal e depois passa para a casa. Obrigado

    1. Alguns locais coloco fotos do exterior, mas outros como este prefiro não o fazer… A maioria das pessoas não tem noção mas é muito fácil encontrar estas casas quando aparecem fotos do exterior, mesmo que sejam pequenas pistas, Portugal é muito pequeno. Cumprimentos.

  3. Recordo-me que sempre tive uma paixão peculiar por locais abandonados. Desde os meus 15 anos que me aventurava, na companhia de uma pessoa amiga, a percorrer locais abandonados e registar esses momentos em fotografia. Porém, atualmente com 25 anos, não tenho “grande coisa” para mostrar ao “mundo”. Porquê? Nunca soube ao certo como começar. Os locais abandonados que visito são aqueles que se encontram na Internet ou aqueles pelos quais passo, que- infelizmente- encontram-se num estado de vandalismo péssimo. Um dos meus sonhos é poder encontrar locais como os que postas, intocáveis por vândalos. Outra ambição que possuo é encontrar algum que contenha pianos ou qualquer instrumento clássico. Visto que estudo música e tenho uma paixão profunda por essa mesma arte, sendo o piano o meu instrumento de eleição. Com certeza, é de tirar a respiração encontrar um local assim, ligado à música. Imagino que seja possível fechar os olhos e voltar à época em que alguém se sentava em frente àquele piano e fazia soar a maravilhosa melodia produzida por esse maravilhoso instrumento, quando tocado não só com talento, mas também com gosto e paixão. Parabéns pelo artigo! 😊

  4. Onde estará essa gente? Será que teve um fim trágico? Como é possível deixar uma casa assim ao abandono? Com tanto recheio? Com tanta recordação? Os brinquedos das crianças por exemplo, elas não lhes pediram para irem buscar este ou aquele brinquedo?? Um piano!! Tanto que eu gostava de ter um piano… ☹️

  5. Tudo bem ? Gostaria de conhecer o espaço , podias dar me a localização ? Um grande abraço e continuação de um bom trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.