Casa do Menino da Lágrima

Fim-de-semana incrível, totalmente dedicado a fotografar abandonados, esta casa foi o último local visitado e só lá fui porque sobrou tempo, pois já tinha sido informado por outros exploradores de locais abandonados que a casa já estava totalmente vandalizada e por isso tinha menos interesse.

Não lá estive mais de 15 minutos, até porque era final do dia e já tinha pouca luz para fotografar, mas também porque não achei o local muito cativante, felizmente já tinha tido um fim-de-semana repleto de locais incríveis e já ia portanto de barriga cheia, este acabou por ser “apenas mais um”.

Segundo outro blog onde este local também foi publicado, a casa estava muito bem guardada pela vizinhança mas na realidade tinha a porta escancaradamente aberta, e estava totalmente vandalizada, não me parece que alguém queira saber da casa, nem mesmo os vizinhos. Sobre a história do local, aparentemente viveu aqui uma senhora que trabalhou na EDP e após o seu falecimento a casa ficou abandonada. Os filhos da senhora são emigrantes em França e nunca demonstraram muito interesse pela habitação infelizmente.

O local encontra-se em péssimo estado, e o chão tem uma inclinação considerável que nem é perceptível nas fotos. Diria que está abandonado há muitos anos, e que provavelmente a dona da casa já vivia em péssimas condições nos seus anos finais de vida.

Achei curioso um dos quartos que havia na casa, provavelmente foi o quarto de um dos filhos, onde existia uma estante com alguns DVD’s, cassetes VHS e livros. Clássicos como “Regresso ao Futuro” ou a série de televisão “Mr. Bean” em cassetes.

Chamei ao local “Casa do Menino da Lágrima” porque esse mítico quadro estava pendurado na sala, já não é o primeiro que encontro mas este foi o maior. O Menino da Lágrima parece ser uma mania portuguesa dos anos 80 mas na realidade pertence ao mundo. Todos os avós tiveram ou ainda têm um quadro destes em casa.

Giovanni Bragolin era um pintor Italiano responsável por uma série de quadros chamada “Quadro das crianças que choram”, mas que em Portugal ficou pelo nome de o “Quadro do Menino da Lágrima”. Segundo a lenda e os boatos da altura, o próprio Bragolin afirmou uma vez na Televisão que tinha feito um pacto com o demónio para ter sucesso e fama imediata, e que foi esta série que lhe proporcionou isso. Verdade ou não, é daquelas coisas que quem tem não sabe muito bem porque lá está, mas também ninguém ousa cometer a loucura de tirar o quadro da parede e o deitar no lixo.

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *