Casinha Modesta

Mais um tesourinho perdido numa pequena aldeia do nosso país, com todo o recheio no interior. É uma casa simples, vê-se que foi habitada por uma família em tempos e que depois foi provavelmente usada como casa de férias pelos herdeiros. Existem vários jogos de tabuleiro antigos na sala e umas canas de pesca num dos quartos.

Imagino esta casa cheia de gente num verão de 2001, os miúdos sentados à mesa a jogar às damas, enquanto a mãe fazia o almoço e o pai regressava a casa depois de ter ido pescar no rio. Também imagino o final do verão e a família de regresso à cidade e a não voltar no verão seguinte, nem no outro… porquê? Nunca irei saber.

Nota-se que a casa não é habitada há vários anos, muito pó e teias de aranha… mas está toda arrumada, pelo que antes de a abandonarem, deixaram-na toda organizada, talvez com a intenção de voltar um dia certamente. A visita foi curta, não tirei muitas fotos pois perdi muito tempo a tentar procurar algum documento ou carta na casa, para saber um pouco da sua história, mas não encontrei.

Fiquei com o desejo de voltar e tirar mais fotos, mas não irá acontecer… existem demasiados locais abandonados e não se justifica voltar aos mesmos que já fui. Antigamente fazia muito isto, voltar aos locais para ver como estavam e tirar mais fotos, mas aprendi que não é viável fazer isto, que o melhor é visitar um local, editar as fotos e dar por encerrado o capítulo sobre aquele espaço. Mais casas virão, mais descobertas… espero que esta casa continue escondida até que algum dos herdeiros se volte a relembrar dela.

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *