Golden Eagle Residence & Golf Resort

Um resort de golfe abandonado. É a primeira vez que visitei um neste estado, embora não seja caso único em Portugal. Como ficava relativamente perto de outros locais que ia visitar, resolvi dar lá um pulinho, ouvi dizer que havia um carrinho de golfe abandonado e possivelmente outras coisas de interesse para fotografar.

O empreendimento turístico Golden Eagle Residence & Golf Resort, situado na Quinta do Brinçal, perto de Rio Maior, encerrou em 2013, sendo que o campo de golfe já estava aberto desde 1994. Em 2006, existiam planos para tornar a quinta numa verdadeira cidade, com cerca de 1600 habitações, colégio internacional, infantário, dois campos de golfe, dois hotéis, residências assistidas para seniores e centro de estágios de futebol. Esses planos fazem-se notar em muitos materiais encontrados no local, falo de maquetes, folhetos, etc. Mas a crise que afetou o sector imobiliário, deu cabo desses planos e também do campo de golfe.

Infelizmente, a visita não preencheu as expectativas. Já está abandonado desde 2013 e isso faz-se claramente notar no aspeto do campo e instalações, já para não falar que tudo o que teria possivelmente valor foi levado. Falo de tacos, sacos e malas de transporte, colunas de som e material elétrico das instalações. Existe uma notícia de um jornal local que indica que em 2015 foram apanhados dois suspeitos que teriam este material todo em casa.

Nesta quinta, existem vários edifícios diferentes, uns identificados, outros nem por isso. As fotografias que apresento mostram um pouco sobre cada um desses locais, a maioria pertencentes ao resort de golfe. Foram umas horas bem passadas, estava bom tempo e deu para exercitar bem as pernas, o resort é tão grande que devo ter andado uns 10km para trás e para a frente.

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

12 thoughts on “Golden Eagle Residence & Golf Resort”

  1. Bom dia, é curioso como tudo muda!!! Há uns bons anos fui aí uma entrevista para eng civil com o proprietário. Grandes planos, muita distância que quase se confudia arrogância e agora vejo isto!
    Muitos parabéns pelo blog e obrigada pelas fotos e informação.

    1. Muito obrigado pelo comentário Magda, fico contente por ter gostado do blog. É sem duvida curioso como tudo muda… penso que era um projecto demasiado ambicioso.

      Cumprimentos,
      André Ramalho

  2. Para completar mais um pouco o seu post e dar mais alguma riquesa historiaca a coisa esta quinta pertenceu em tempos a Antonio Olivais Salazar sim o Salazar e era usada como casa de ferias pelo mesmo. Lembro.me do meu avo me contar que ia para la trabalhar e a primeiro vez que viu uma piscina foi la. Isso em tempos era lindissimo assim como outra quinta perto deste local. Abraço

    1. Não é verdade! A propriedade era da família dona da Fundição de Oeiras, salvo erro de apelido Cardoso, consta, isso sim, que Salazar seria visita frequente!

  3. Boa noite ao andre achei muito interessante o docomentario e as fotos eu sou de rio maior conheço bem o golden eagle casei lá e é com muita tristesa ver esse espaço assim….gostava de ver outraves o espaço a trabalhar como trabalhava éra bom para tudo e todos mas é assim a vida….boa noite um abraço🙏😥

  4. Olá! Actualização: visitei este espaço hoje, dia 14/02/2022 e já não está abandonado. Foi comprado, parece-me que recentemente, e encontrei o dono durante a visita. Por sorte foi um porreiro e não tive problemas.

    1. Olá Matilde. Obrigado pela informação. Sim foi comprado, mas penso que continua exactamente no mesmo estado em que estava, vamos ver se com o tempo recuperam o local.

    2. Olá Matilde Ribeiro, é possivel contactar o dono? Será que me consegue passar, pelo menos, o nome? Sou estudante de cinema e estaria interessada em fazer lá filmagens para uma curta-metragem.

  5. Lá comecei a dar as primeiras tacadas. Embora viva a 60 km. duas vezes por semana la estava caído! Era um campo maravilhoso como não há outro no país. Desenhado por um americano famoso. O dono inicial era o proprietário da Fundição de Oeiras e o Salazar dizem que seria visita frequente! O último dono eng.Cascão uma pessoa arrogante, como diz a Magda, mas que recuperou o campo eficientemente. Dizia-se que era o único dono dum campo de golfe que não gostava de golfistas!…O club- house ,restaurante e balneários era uma maravilhosa casa de madeira, que se incendiou num dia de verão em que eu estava a jogar e ficou arrasada! Eu e o meu parceiro ficamos sem roupa e sem muito haveres. O clube não tinha seguro!!!
    Foi reconstruído noutro lugar mas sem o charme do anterior. A propriedade foi adquirida recentemente por um empresário da Benedita, ao que se diz. Não me acredito que o campo alguma vez seja reconstruído, pois é irrecuperável e o investimento seria de dezenas de milhões de euros!

    1. Olá António. Obrigado pela informação. Realmente duvido que o campo seja recuperado… mas vamos esperar para ver 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.