Villa Rosa

Origem da designação Vila Rosa – homenagem de Joaquim da Cruz (Dono da Casa) à sua irmã Rosa que morreu nova. A data da construção, que terá sido em meados da segunda década do séc. XX (1915/16). A Vila Rosa é um edifício muito bonito, que no passado deve ter sido deslumbrante, fica em Pampilhosa e segundo informações que consegui obter pertenceu ao Sr. Cruz, um homem abastado ligado a industria fabril, que tinha uma mulher muito bonita. Segundo consta, o Sr. era muito ciumento e raramente deixava a esposa vir à rua. Por esse motivo fez esta casa com aquela vidraça, para a esposa ficar a ver o povo passar. Existe até quem diga que quando a mulher queria ir ver uma peça de teatro, o marido pagava pelos lugares todos da sala, para irem só os dois.

Mais tarde, a casa deixou de ser usada como habitação familiar, e foi transformada em escritórios das fábricas pertencentes ao Sr. Cruz, sendo que numa das salas que tirei fotos, existem muitos dossiers e documentos pertencentes a esses negócios. Mais tarde, foi utilizada como habitação para os retornados de África após a Revolução de Abril e depois foi utilizada por vários grupos católicos que, além de fazerem lá os seus encontros dominicais, as suas tertúlias e momentos de lazer, também tratavam da casa e do belo jardim existente na altura.

Andávamos por perto e resolvemos visitar este edifício. Constatámos, como já era de esperar, que se encontra abandonado e mais tarde ou mais cedo não passará de uma ruína, pois não existem planos para a recuperar. Consegui ter acesso ao interior, por uma porta caída nas traseiras da casa. Penso que no passado, a porta terá sido forçada, possivelmente por crianças/jovens, para conseguirem entrar na habituação.

Lá dentro, pouco existe, muitas salas vazias e silenciosas. Ao lado, existe outra habitação em que também entrei, menos degradada, mas para lá caminha. Em baixo anexei uma fotografia dessa habituação também.

 

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

1 thought on “Villa Rosa”

  1. Esta casa é na minha terra e o meu sonho é poder adquiri-la e reconstruir.
    quem sabe o sonho um dia se torne realidade.
    Parabéns pelo seu excelente trabalho André.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.