Palácio Silva Amado

Ao contrário da maioria dos lugares que coloco aqui e que não revelo os verdadeiros nomes para proteger os locais, neste caso para contar a história é essencial fazê-lo. Também não existe motivo para esconder, porque é bastante fácil de o encontrar e já está fechado com obras a decorrer no interior.

O Palácio Silva Amado foi construído na segunda metade do século XVIII, num tempo de grandes e fáceis dinheiros, era riquíssimo em azulejos, madeiras e mobiliário. Foi residência do médico e professor Dr. José Joaquim da Silva Amado, sendo vendido ao estado em 1928, e utilizado pelo ministério da educação.

Foi novamente vendido em 2006, ao Grupo Fibeira, por 19 milhões de euros, para ser recuperado e transformado num hotel de luxo, mas as obras não chegaram a ser feitas e em 2007 o edifício foi novamente vendido ao Grupo Reyal Urbis, por 20 milhões de euros. Como pode o estado vender um edifício histórico destes a um grupo privado sem ter garantias que o mesmo vai fazer realmente obras? No espaço de um ano o Grupo Fibeira encaixou 1 milhão de euros sem fazer nada.

Em 2013, o palácio foi ocupado por um grupo de ativistas em forma de protesto, para exigirem a recuperação desta edifício tão histórico, mas o proprietário fez queixa e a policia foi ao local retirar os ocupantes. Desde essa data que o edifício está fechado e inutilizado.

Tenho um conhecido que se deslocou ao local há uns meses para tirar umas fotos e encontrou o edifício bem fechado e com obras a decorrer no interior. Será desta que o palácio vai ser restaurado? Espero que sim e que mantenham o máximo possível da arquitetura setecentista.

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *