Presídio da Trafaria

O antigo presídio da Trafaria, fica junto ao terminal fluvial da Trafaria. Está atualmente fechado ao público, mas foi ali que estiveram presos muitos dos opositores ao regime de Salazar, algo que aconteceu até ao 25 de Abril de 1974, ficando depois inutilizado e abandonado até aos dias de hoje.

No âmbito da Trienal de Arquitetura de Lisboa, esteve aberto ao público em Dezembro de 2016, decorrendo no interior uma exposição sobre “O Presídio e a Trafaria” 450 anos de História nas antigas celas do Forte-Presídio da Trafaria. Com entrada livre, esta exposição tinha como intuito dar a conhecer a importância estratégica e histórica da Trafaria ao longo dos últimos quinhentos anos.

O Lazareto-presidio da Trafaria foi construído na 2ª Metade do Século XVI (1565), durante o reinado de D. Sebastião, na regência do Cardeal D. Henrique. Este mandou construir um complexo, em nome do seu sobrinho-neto, para o recolhimento de matérias-primas e viajantes do Império Ultramarino Português (1415-1999). Tratava-se, assim, de uma medida de controlo sanitário e aduaneiro rigoroso, para um dos maiores complexos portuários da Europa à época. Durante os últimos 450 anos, foi fortaleza, lazareto, presídio durante o liberalismo e no Estado Novo, fábrica de guano de peixe, viveiro das matas nacionais, abrigo de galeotas reais e habitação particular. Hoje, está como as fotos mostram.

 

 

 

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.