Renovação de Casa Abandonada

Uma das perguntas que normalmente aparecem mais nos comentários do blog e nas redes sociais é “como é que ninguém restaura isto?“, e a resposta por vezes é bastante simples, porque ninguém quer fazer um investimento a restaurar algo, preferem comprar novo.

Mas a resposta também pode ser mais complexa que isto. Por vezes as habitações ficam perdida nas partilhas da família, e acabam por ficar demasiado degradadas. Também acontece muito existir vontade de restaurar uma habitação, principalmente quando são casas antigas, casas de família, mas por vezes é difícil conseguir fazer esse investimento, principalmente quando existem faltas de apoios para este tipo de intervenção.

Algo bastante comum também é proprietário querer fazer um bom negócio, ninguém quer ficar a perder e vender. Por vezes os proprietários acham as casas valem bastante mais do que realmente valem. Mas independente do motivo para muitos dos locais que aparecerem neste blog não serem restaurados, alguns felizmente ainda vão sendo.

Não vou entrar em detalhes técnicos nesta publicação sobre como renovar ou restaurar uma casa abandonada, não sou engenheiro civil, nem percebo nada de obras ou renovações, mas venho recomendar seguirem um casal português que comprou uma casa antiga, que estava ao abandonado e decidiram restaura-la e documentar esse processo.

Bárbara e André Morais compraram uma casa senhorial que data de 1931, esteve abandonada durante três décadas, e durante esse tempo ficou bastante degradada. O casal teve alguns desafios, tiveram de demolir os tetos e renovar as janelas, e tiveram problemas com infiltrações, bichos e térmitas. Estão a fazer praticamente tudo sozinhos e aprender bastante durante o processo. Este casal relata que quando falaram deste desafio a amigos e até mesmo a profissionais na área imobiliária, todos recomendaram não avançarem, porque o investimento e esforço numa renovação talvez não fizesse sentido, mas ainda bem que Bárbara e André seguiram em frente com a sua ideia, é preciso mais gente como eles para mudar a mentalidade dos portugueses.

É de louvar a coragem deste casal, actualmente a maioria das pessoas opta por comprar habitações novas ou usadas sem necessidade de grandes intervenções de restauro. Recentemente muitas pessoas até optam por casas de madeira por serem concebidas para permitir uma montagem simples, e terem uma solução de habitação rápida e funcional. Se quiser saber mais sobre este tipo de habitações clique aqui.

A aventura de Bárbara e André continua, estão neste momento a meio do processo de restauro, mas é provável que vão demorar mais alguns anos até estar tudo completo. Até lá recomendo seguirem-nos no Instagram, o conteúdo que produzem, é bem interessante e pode ser que inspire mais pessoas a fazerem o mesmo que eles.

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.