Shopping Centro

Já tinha conhecimento deste centro comercial desde que comecei a fotografar locais abandonados, aliás é um centro comercial que foi muito conhecido no seu tempo, e embora eu não o vá identificar nesta publicação para proteger um pouco o local, acredito que muita gente o vá reconhecer.

Foi um dos locais mais difíceis de fotografar que já visitei, 3 dos 4 pisos que o edifício tem estão completamente sem luz natural porque não tem janelas, e como é lógico o edifício não tem luz elétrica e portanto grande parte das fotografias tiveram de ser tiradas com luz artificial, algo que detesto fazer.

Andar pelos corredores deste enorme shopping, sem luz e com o barulho dos muitos pombos que vivem no interior foi algo intimidante, já para não falar do cheiro e sujidade acumulada. Um verdadeiro centro comercial fantasma, que me fez pensar nos filmes de terror que tanto gosto.

Nos anos 90, altura em que o centro comercial foi construído, era um dos maiores em Portugal, com 4 pisos de lojas, cinema e bowling. Fechou duas décadas depois de abrir, e é difícil explicar o motivo. A falta de aderência ao centro comercial por parte da população, e as rendas elevadas que os lojistas pagavam podem explicar a situação. Quando o centro comercial fechou apenas 23 lojas estavam em funcionamento, das centenas que existem no interior do shopping, e portanto quando o centro comercial fechou definitivamente não foi novidade para ninguém.

Dois anos depois de fechar o centro comercial foi alvo de furtos e actos de vandalismo. Partiram uma das portas de vidro que dava acesso ao shopping e durante alguns dias fizeram o que bem entenderam no interior do edifício. Os proprietários do shopping acabaram por depois colocar uma vedação para impedir o acesso ao imóvel.

Os sinais de vandalismo e furto no interior do centro comercial são bastante notórios, ficou apenas aquilo que não valia dinheiro ou era demasiado pesado para levar, como é o caso das máquinas de musculação, bicicletas elípticas, uma banheira de hidromassagem e um solário que estavam num health club que existia no interior do shopping.

A loja de oftalmologia também tem muito material, e as lojas de roupa embora não tenham peças têxteis ficaram para trás os manequins, e as máquinas registadoras. Um cabeleireiro e uma engomadoria também tem algum material no interior, e numa antiga loja de fotografia e revelações, ainda é possível encontrar vários quadros com fotografias.

O que vêem nas fotos é o que ficou para trás, mas na altura em que o shopping foi furtado e vandalizado o que teria mais? Provavelmente muito mais do que agora. E a grande pergunta é: Porque razão os proprietários das lojas não levaram consigo as coisas? A grande maioria levou, porque muitas das lojas estão vazias, os que não levaram penso que nunca imaginaram que o local ia ser alvo de furtos, e porque talvez pensassem que o shopping ia mais tarde reabrir possivelmente com outros proprietários, mas tal nunca aconteceu e duvido bastante que vá acontecer para breve.

André Ramalho

Sou um apaixonado por fotografia e locais abandonados, e por isso resolvi criar este blog, com o intuito de partilhar os meus registos e aventuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *